rubeolarubeolaHomens e mulheres com idade entre 20 e 39 anos que não receberam a dose da vacina contra rubéola durante a campanha realizada este ano, podem ser vacinados em postos de saúde de todo o Estado de São Paulo. Adultos podem ainda aproveitar a ocasião para atualizar a caderneta de vacinação, tomando doses que estejam em atraso contra doenças como hepatite B, sarampo, difteria e tétano.

O uso continuado de antiinflamatórios não-esteróides, como a aspirina, pode causar problemas gastrointestinais. Quem afirma são especialistas da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, que dizem ser cada vez mais freqüente o consumo desses medicamentos em todo o mundo para o tratamento de problemas cardiovasculares, reumatismo e dores crônicas.

cdigo de barrascdigo de barras

 

O plenário do Senado aprovou ontem (18 de dezembro) o Projeto de Lei de nº 6.672/02, que institui o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos. De autoria da deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o PL prevê o rastreamento eletrônico por código de barras da produção, comercialização, dispensação e prescrição médica, odontológica e veterinária de fármacos.

A Associação dos Farmacêuticos Proprietários de Farmácia do Brasil (AFPFB) apresentou, no começo do mês, a Farma & Farma para profissionais de São Paulo. Vindos de Itajaí (SC), os representantes da AFPFB estiveram na sede do CRF-SP para difundir as discussões sobre os desafios que os farmacêuticos enfrentam quando resolvem atuar como proprietários de estabelecimentos.

Com a expectativa de alcançar 30% do mercado no ano que vem, a empresa Hays (especializada em recrutamento profissional) quer dar início às operações da Hays Pharma, que atua na divisão de farmacêuticos. Para tanto, pretende utilizar toda a sua expertise em recrutamento de média e alta gerência para buscar profissionais nos segmentos de vendas, marketing e funções clínicas do mercado farmacêutico, em toda a cadeia de indústrias, varejo, serviços e hospitais.

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) regulamentou ontem a prescrição de tratamentos dentários à base de terapias alternativas, entre as quais acupuntura, homeopatia, fitoterapia, hipnose e florais. A medida passa a valer a partir de 2009. Embora alguns profissionais já adotem essas práticas alternativas em seus pacientes, até então o CFO não exigia nenhum tipo de habilitação específica.

A norma inclui critérios para distribuição de amostras grátis e veiculação de mensagens sobre reações adversas

  

novas_regrasnovas_regras

Anunciada hoje pelo ministro da saúde, José Gomes Temporão e pelo presidente da Anvisa, dr. Dirceu Raposo de Mello, a RDC 96/08, que trata  sobre as novas regras para a propaganda de medicamentos, tem como principal objetivo reduzir os índices de automedicação. 

Fruto de uma consulta pública feita em 2005, a resolução aprovada pela diretoria colegiada da Anvisa prevê restrições à distribuição de amostras grátis e determina a veiculação de mensagens de advertência específicas para cada substância em rádio, televisão e meios de comunicação impressos. 

Considerando as dificuldades enfrentadas devido à capacidade de processamento dos servidores e até a aquisição de servidores adicionais, a Coordenação do SNGPC orienta que sejam observadas as seguintes informações referentes ao tamanho dos arquivos de movimentação:
- Arquivos XML de até aproximadamente 400 Kb possuem prioridade de validação;
- Arquivos XML entre 400 Kb e 900 Kb serão validados após os de tamanho até 400kb;
- Arquivos XML maiores de 900 Kb são validados nos finais de semana.

 Foi esse o objetivo do I Fórum dos Farmacêuticos Atuantes em Saúde Pública, realizado na cidade de São Pedro (interior de SP) durante os dias 12,13 e 14 de dezembro. Com a participação de cerca de 50 pessoas, entre elas, membros das Comissões Assessoras de Saúde Pública do CRF-SP das cidades de Barretos, Bragança Paulista, Fernandópolis, Jundiaí, Marília, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Santos e da Sede do CRF-SP.

Duas resoluções que tornam obrigatória a padronização de bulas de medicamentos específicos e fitoterápicos foram publicadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última sexta-feira (dia 12). O objetivo das medidas é acabar com as informações conflitantes presentes nas bulas.

Governo federal terá grupo de estudo sobre a área

O Ministério da Saúde publicou ontem (11 de dezembro) a Portaria de nº 2.960, que aprova o Programa Nacional e o Comitê de Plantas Medicinais e Fitoterápicos.  A publicação prevê uma série de medidas voltadas à garantia de acesso seguro e uso correto de plantas e fitoterápicos pela população, bem como a utilização sustentável da biodiversidade brasileira e o desenvolvimento da indústria nacional.

Especialistas do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) e da Sociedade Brasileira de Pediatria fazem alerta sobre o uso indiscriminado e sem orientação médica de pomadas para a pele, como Caladryl, Nebacetin e Therasona. Um estudo apontou que o abuso desses medicamentos pode causar alergias.

Conselheiros de saúde governamentais dos Estados Unidos recomendaram ontem restrições a alguns dos medicamentos mais vendidos para o tratamento de asma em todo o mundo. A principal orientação é que dois destes fármacos, comercializados com os nomes Foradil e o Serevent, deixem de ser prescritos.

No dia 9 de dezembro, a Anvisa informou aos usuários e ao Sistema Nacional de Vigilância Sanitária que o SNGPC está apresentando problemas com os servidores. Os arquivos transmitidos retornam com a seguinte mensagem: “arquivo não validado, favor reenviar!”.

Com o objetivo de discutir o desenvolvimento e a validação de métodos e processos farmacopéicos, cerca de 250 pessoas se reunem entre os dias 10 e 12 no Hotel Nacional, em Brasília (DF), onde ocorre o 1º Simpósio Internacional Técnico-Científico da Farmacopéia Brasileira.

Propostas contra o Projeto de Lei 4385/94 do deputado Ivan Valente são rejeitadas no Plenário

Clique aqui com o botão direito do mouse para baixar imagens. Para ajudar a proteger sua privacidade, o Outlook impediu o download automático desta imagem da Internet.Clique aqui com o botão direito do mouse para baixar imagens. Para ajudar a proteger sua privacidade, o Outlook impediu o download automático desta imagem da Internet.

 
A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados   aprovou nesta quarta-feira, 10/12, em Brasília (DF), o parecer do deputado Ivan Valente (Psol-SP), autor do Projeto de Lei 4385/94 que transforma a farmácia definitvamente em  estabelecimento de saúde.

microscpiomicroscpioLiminar legitima exame citopatológico assinado por farmacêutico

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) obteve na Justiça liminar parcial que suspende os artigos 7º, 8º e 9º da Resolução de nº 1837/2007, do Conselho Federal de Medicina (CFM), que determinava que os médicos não aceitassem exames citopatológicos realizados por outros profissionais não-médicos, à exceção dos odontólogos, em detrimento da profissão farmacêutica. 

Farmacêuticos e estudantes de Farmácia unidos em prol do mesmo objetivo: o fim de produtos alheios em farmácias e drogarias e a caracterização definitiva como um estabelecimento de saúde. Um público de mais de 1400 pessoas, entre farmacêuticos, estudantes, entidades, gestores públicos e vigilâncias sanitárias, foi o responsável por lotar auditórios das inúmeras cidades do interior e da Grande São Paulo para assistir à palestra do CRF-SP em parceira com a Anvisa “Farmácia – Estabelecimento de Saúde”.