PROFISSIONAIS INSCRITOS ATIVOS
     

ESTABELECIMENTOS REGISTRADOS

Revista do Farmacêutico

PUBLICAÇÃO DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Nº 129 - FEV - MAR - ABR/2017

I ESPAÇO ÂMBITO FARMACÊUTICO PROMOVE QUATRO EVENTOS SIMULTÂNEOS

 

Em um único local, debates abordaram temas relacionados à Farmácia Clínica e Hospitalar, Farmácia Magistral, Suplementos Alimentares e Atenção ao Idoso

 

rf129 espaco-ambito1A iniciativa do CRF-SP de promover um grande evento, que reúne farmacêuticos de diferentes áreas em um único local onde são promovidas atividades simultâneas, segue com força em 2017, com a realização do I Espaço Âmbito Farmacêutico, em março, na capital. 

Os eventos reuniram cerca de 500 farmacêuticos de diversas áreas que lotaram os auditórios. Esse modelo tem por objetivo integrar as áreas, bem como valorizar o trabalho das Comissões Assessoras que se empenham nas discussões voltadas ao fortalecimento da profissão em cada segmento e são abertas à participação dos profissionais. Confira a seguir alguns dos principais tópicos debatidos.

I Fórum de Farmacêuticos Clínicos e Hospitalares

A atividade organizada pelas Comissões Assessoras de Farmácia Clínica e Hospitalar do CRF-SP promoveu um intenso debate sobre questões de interesse comum às duas áreas de forma a fortalecer a equipe multiprofissional em favor do bem-estar dos pacientes. 

A programação levou ao público informações como padronização de insumos e de materiais médico-hospitalares, riscos na manipulação de cateteres, terapia nutricional, infusão de quimioterapia, diálise, radiofármacos, úlcera por pressão e medicamentos que interferem no tratamento de feridas, dentre os quais glicocorticoides, anti-inflamatórios não esteroidais, quimioterápicos, anticoagulantes e antiplaquetários.

I Simpósio de Farmácia Magistral

rf129 espaco-ambito2Dr. Antonio Geraldo dos Santos, secretário-geral do CRF-SP ministrou palestra no I Simpósio de Farmácia MagistralO Simpósio mostrou a importância do setor magistral, assim como seu potencial de crescimento, já que os pacientes buscam cada vez mais a personalização do tratamento. O evento enfatizou a farmacotécnica magistral para dermatologia, pediatria e formas farmacêuticas sublinguais, bem como a prescrição farmacêutica.

Uma das áreas de destaque é a manipulação de dermocosméticos, que chega a representar de 30 a 40% do total de prescrições de uma farmácia. As características de cada paciente devem ser prioridade como no caso de usar o mínimo de adjuvantes farmacotécnicos, principalmente corantes em formulações para recém-nascidos. 

Seminário de Suplementos Alimentares

O primeiro evento organizado pelo recém-criado Grupo Técnico de Suplementos Alimentares do CRF-SP destacou a oportunidade de atuação nesse segmento que está em ampla ascensão. No Brasil, o mercado de suplementos é quase que totalmente controlado por “bodyshops”, ou seja, lojas especializadas em comercializar os produtos (seja de maneira física ou virtual). No entanto, trata-se de um nicho que pode ser melhor aproveitado pelo farmacêutico, uma vez que é uma categoria de produto que necessita de orientação adequada e profissional.

Foram apresentados conceitos sobre suplementações diversas e bastante requisitadas,  principalmente por esportistas. 

De forma consensual entre os ministrantes, concluiu-se que ainda é preciso discutir mais amplamente sobre o setor, já que a legislação vigente tem 19 anos, sendo necessário um marco regulatório específico para a categoria de suplementos.

Seminário sobre Atenção Farmacêutica ao Idoso

O Seminário foi promovido pelo Grupo Técnico de Cuidados Farmacêuticos ao Idoso do CRF-SP e debateu a questão judicial da interdição, as alterações fisiológicas e o impacto na ação dos medicamentos e a farmacoterapia nas demências. Além disso, também abordou o papel do farmacêutico nas Instituições de Longa Permanência para Idosos. 

A programação destacou, sobretudo, a importância de o farmacêutico estar capacitado em relação à atenção farmacêutica para essa parcela da sociedade, considerando que o idoso é, muitas vezes, o principal paciente nas farmácias, o que demanda orientação diferenciada já que muitos fazem uso de polifarmácia e têm maior dificuldade de adesão ao tratamento.

Estima-se que 93% dos idosos utilizam pelo menos um medicamento de uso crônico; 18% deste público faz uso de pelo menos cinco medicamentos. São dados que causam preocupação mediante o quadro de envelhecimento rápido da população brasileira (há 50 anos a expectativa de vida no país era de 48 anos; hoje é de 73), especialmente porque ainda são poucos os estudos referentes ao cuidado ao idoso. Tal situação reforça a importância de empoderar os farmacêuticos no apoio ao tratamento medicamentoso desses pacientes. 

 

Por Carlos Nascimento, Mônica Neri, Renata Gonçalez e Thais Noronha 

 

 

rf129 espaco-ambito4rf129 espaco-ambito5rf129 espaco-ambito6rf129 espaco-ambito7 
 
 
 
 
 
 

     

     

    farmacêutico especialista