Primeiro congresso on-line reúne 3 mil participantes e se consagra como um dos maiores eventos farmacêuticos do país

 

Dr. Paulo Souza, Dra. Patrícia Moriel, Dra. Ana lo Prete, Dr. Marcos Machado, Dr. Marcelo Polacow, Dr. Luciana Canetto, Dra. Danyelle Marini e Dra. Raquel RizziDr. Paulo Souza, Dra. Patrícia Moriel, Dra. Ana lo Prete, Dr. Marcos Machado, Dr. Marcelo Polacow, Dr. Luciana Canetto, Dra. Danyelle Marini e Dra. Raquel Rizzi

 São Paulo, 13 de novembro de 2021

A 21ª edição do Congresso Farmacêutico de São Paulo, do Seminário Internacional de Farmacêuticos e da Expofar não poderia ter tido desfecho mais especial do que o bate-papo com a jogadora de futebol Marta Silva, eleita por seis vezes a melhor do mundo. Com uma trajetória que envolve situações adversas, inúmeros motivos para desistir, mas que passa por trabalho árduo, força de vontade e foco, a vida da craque da seleção brasileira se assemelha ao desafio assumido pelo CRF-SP de realizar um congresso tradicionalmente conhecido pela sua amplitude de áreas abrangidas em meio às incertezas da pandemia e, por isso, totalmente on-line.

E, como para a categoria farmacêutica, os desafios já fazem parte do dia a dia, o CRF-SP não poupou esforços para oferecer, em quatro dias, aos mais de três mil participantes, um evento que assegurasse a mesma excelência das edições anteriores. Após uma série de debates que estiveram à altura do patamar mais alto da profissão farmacêutica, as 16 salas simultâneas, cerca de 550 ministrantes, troca de experiências, momentos emocionantes e, inúmeras possibilidades de crescimento profissional, diante de um cenário envolvido por perdas e incertezas em que o farmacêutico foi exigido e prontamente se colocou à disposição da população, o CRF-SP tem a honra de contemplar mais essa missão cumprida.

Diante de tanto conteúdo científico, os congressistas foram presenteados com quatro grandes encontros que garantiram reflexões sobre diversos aspectos. Foi possível aprender sobre autocontrole e formas de desenvolvê-lo com o psiquiatra, professor e escritor, Dr. Augusto Cury; identificar a constante necessidade de adaptação e mudança e aceitar essa metamorfose durante o bate-papo com o historiador Leandro Karnal; compreender o propósito, reconhecer e assumir o protagonismo da vida com o empreendedor Kiko Kislansky e ainda contemplar a história de superação de Marta Silva, jogadora de futebol feminino que vinda do interior de Alagoas, enfrentou preconceito, dificuldades, mas conquistou o mundo e mostrou que sua habilidade vai muito além dos gramados, ela teve o dom de driblar tudo que a desviava de seu sonho.

Terceiro dia

Mesa-redonda - O Papel do Farmacêutico na Segurança do Paciente no SUS contou com a participação das ministrantes: Dra. Renata C. R. Macedo do Nascimento e Dra. Fabiana Vicente de Paula, Dra. Grazziela Samantha Perez, com moderação da Dra. Luciana Canetto FernandesMesa-redonda - O Papel do Farmacêutico na Segurança do Paciente no SUS contou com a participação das ministrantes: Dra. Renata C. R. Macedo do Nascimento e Dra. Fabiana Vicente de Paula, Dra. Grazziela Samantha Perez, com moderação da Dra. Luciana Canetto Fernandes

O terceiro dia de atividades científicas mostrou o enorme potencial do farmacêutico para atuar em perícia, tendo em vista o conhecimento em toxicologia, farmacologia e outros aspectos. Um Congresso repleto de inovações, mas que também abriu espaço para profissionais que foram além de suas atribuições e cruzaram fronteiras para atuar como farmacêuticos em missões humanitárias. O painel “Experiências de farmacêuticos em missões humanitárias” emocionou os congressistas com os relatos do Dr. Lucas Ercolin, que atuou em locais marcados por conflitos civis como o Iêmen e a Ucrânia, e do Dr. Fábio Ferracini, enviado ao Haiti por ocasião do terremoto que assolou aquele país há 11 anos e, mais recentemente, coordenou a área de suprimentos de toda a operação da farmácia hospitalar e clínica no Hospital de Campanha no Pacaembu, na capital, construído para atender pacientes com covid-19.

Painel Experiências de Farmacêuticos em Missões Humanitárias teve participações do Dr. Lucas Ercolin, que relatou suas experiências no Iêmen e na Ucrânia, e do Dr. Fábio Ferracini, que descreveu o trabalho realizado no Haiti após o terremoto que assolou o país, e em hospital de campanha na capital. A moderação foi feita pelo do Dr. Ronaldo CampanherPainel Experiências de Farmacêuticos em Missões Humanitárias teve participações do Dr. Lucas Ercolin, que relatou suas experiências no Iêmen e na Ucrânia, e do Dr. Fábio Ferracini, que descreveu o trabalho realizado no Haiti após o terremoto que assolou o país, e em hospital de campanha na capital. A moderação foi feita pelo do Dr. Ronaldo Campanher

Outra área que apontou como propícia ao profissional por conta da grade curricular foi a atuação em cosmetolvigilância tendo em vista a necessidade de avaliação da segurança dos cosméticos. O dia também foi marcado pelas diferentes experiências com o uso da homeopatia na pandemia e em doenças epidêmicas, assim como com estudos sobre medicamentos proscritos e proibidos pela Anvisa. Assim como nos outros dias, o destaque também foi para o uso de suplementos alimentares e, nesse caso, para o tratamento de enxaqueca, ansiedade e doenças osteoarticulares.

No eixo de farmácia hospitalar, a começar por um importante debate sobre a farmácia hospitalar em Portugal, Brasil e Moçambique. Além deste painel, a área foi contemplada com mais oito atividades, em especial apresentando as inovações na radiofarmácia e cuidados farmacêuticos em oncologia.

No segmento de saúde pública, destaque para o papel do farmacêutico na segurança do paciente no SUS, que discutiu a necessidade da redução ao mínimo possível do risco de dano evitável associado aos processos de cuidado de saúde, conceitos e implantação da Política Nacional de Segurança do Paciente. 

Dra. Gislaine Ricci Leonardi moderou a palestra sobre Cosmetovigilância ministrada pela farmacêutica portuguesa Dra. Isabel Filipe Martins Almeida Dra. Gislaine Ricci Leonardi moderou a palestra sobre Cosmetovigilância ministrada pela farmacêutica portuguesa Dra. Isabel Filipe Martins Almeida

Para o avanço da Educação Farmacêutica foi debatido a importância do conceito de empreendedorismo nas academias, assim como os desafios, perspectivas e oportunidades da avaliação e do desenvolvimento docente.

Os especialistas ressaltaram, ainda, as novas habilidades para o farmacêutico frente a era tecnológica como o mindset, softskills e hardskills na saúde. Os congressistas conheceram mais sobre a impressão 3D de produtos (cosméticos e medicamentos) e a gestão e modelamento de projetos e startups no setor. As regulamentações e avanços na Pesquisa Clínica, assim como de setores cada vez mais aquecidos para os profissionais como o de Medical Science Liaison e das práticas integrativas no cuidado em saúde.

Ciência premiada

Trabalho científico vencedor entre todas as áreasTrabalho científico vencedor entre todas as áreas

No período em que a ciência foi colocada em xeque e enfrentou de frente o negacionismo e as teorias conspiratórias, o CRF-SP fomentou a participação dos congressistas por meio da apresentação de trabalhos científicos e relatos de experiências. Foram 327 trabalhos aprovados em variadas áreas da Farmácia e que estiveram expostos na plataforma durante todo o evento e seguirão para os anais do evento. O melhor trabalho foi “Impacto de um software em um programa de stewardship de antimicrobianos”, de autores do Hospital Israelita Albert Einstein, que recebeu uma placa e uma edição inédita da Farmacopeia Brasileira oferecida pela Academia de Ciências Farmacêuticas.

Confira os vencedores 

Expofar – Feira virtual de negócios

Se a realização de um congresso on-line já era um desafio e tanto, transferir uma feira de negócios para um ambiente virtual foi algo que gerou resultados surpreendentes. Ao longo do Congresso, os participantes puderam visitar os estandes de empresas referência no mercado, interagir com as marcas, conhecer produtos, acessar serviços, buscar vagas de emprego, conhecer áreas de atuação do farmacêutico, acessar materiais técnicos e concorrer a prêmios.

Do sertão para o mundo

A jogadora Marta Silva encantou a todos ao participar de um bate-papo com a diretoria do CRF-SP e dividir sua trajetória de vidaA jogadora Marta Silva encantou a todos ao participar de um bate-papo com a diretoria do CRF-SP e dividir sua trajetória de vida

A menina do sertão de Alagoas que era desafiada pelos meninos a jogar futebol no mesmo nível hoje é a Marta, jogadora do time norte-americano Orlando Pride, eleita seis vezes pela Fifa a melhor do mundo, embaixadora da Organização das Nações Unidas e dona da trajetória de vida que rompe paradigmas, enche de orgulho os brasileiros e encantou a todos os congressistas que participaram do encerramento do XXI Congresso Farmacêutico de São Paulo.

Em um bate-papo com a participação dos congressistas, da diretoria do CRF-SP, Dr. Marcos Machado, Dr. Marcelo Polacow, Dra. Luciana Canetto e Dra. Danyelle Marini, ao lado da presidente da 21ª edição e coordenadora da Comissão Científica, Dra. Patrícia Moriel, da coordenadora da Comissão Executiva, Dra. Raquel Rizzi e da coordenadora da Comissão de Trabalhos Científicos, Dra. Ana Lo Prete.

“Tentei jogar handball, vôlei, mas o futebol era a minha paixão. Passei a infância indo aos jogos do time que era praticamente a minha família toda. Disputava com os meus primos quem ia ser o gandula.  Até que descobri que poderia mudar a vida das pessoas ao meu redor por meio do esporte. Conseguiria ter educação, saúde e incluir por meio do futebol”.

O primeiro obstáculo foi convencer o irmão mais velho que não gostou nada da ideia. “Quanto mais eu ouvia um não, um olhar diferente ao ver uma menina jogando futebol, mais eu tinha força. Eu respondia jogando, agindo”. Ela que influenciou um país inteiro, abriu as portas para afastar o preconceito e o machismo em relação ao futebol feminino, deu voz a inúmeras causas importantes como a equidade de gênero, a diversidade, o empoderamento e a inclusão.

“Me faltam palavras, não consigo sentir a dimensão de tudo. Ser abordada na rua é algo que preenche meu coração de maneira tão intensa que não tem a ver com dinheiro, é um reconhecimento.  Não preciso ter milhões na conta, mas me sinto privilegiada por ouvir gente engajada no mesmo sentido de querer a mudança de um povo. Sou feliz por saber que através do meu trabalho posso empoderar outras pessoas”.

Sempre que era eleita a melhor jogadora do mundo se preocupava em fazer ainda mais para ser reconhecida novamente. “Normalmente as pessoas atingem uma meta e ficam satisfeitas, é um comodismo perigoso. Todo dia a gente aprende algo e pode aprimorar aquilo que fazemos de bom. Não queria ser uma jogadora comum, queria ser uma atleta, venho me preparando há muitos anos para quando a oportunidade chegasse eu pudesse abraça-la”.

A frase que finalizou a conversa que despertou uma mistura de orgulho, acolhimento e determinação nos participantes não poderia ser mais oportuna e a altura do evento que foi proporcionado nos últimos dias. “Fazer a diferença na vida das pessoas é o meu maior prêmio. Ganhar campeonatos, fazer gols, combater injustiças é ótimo, mas olhar para trás e ver de onde saí e quem me tornei é o que me motiva”.

O CRF-SP agradece a todos os congressistas que fizeram do XXI Congresso Farmacêutico de São Paulo um evento para ficar marcado nos 60 anos de história. Tudo isso só foi possível graças a uma categoria comprometida que investe no conhecimento, a patrocinadores que acreditaram nessa nova proposta, a um exército de farmacêuticos voluntários, por meio das comissões organizadoras, grupos técnicos de trabalho, delegados regionais e de funcionários dos mais variados setores que se dedicaram para que esse momento fosse concretizado.

Nos vemos em 2023!

* (A participação de Marta Silva foi promovida por meio de parceria com a NeoQuímica, patrocinadora do XXI Congresso Farmacêutico de São Paulo)


Thais Noronha (Contribuições: 
Carlos Nascimento, Monica Neri, Renata Gonçalez)

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS

Fique atualizado sobre capacitações e informativos importantes do CRF-SP. Participe do grupo de WhatsApp e mantenha-se informado
Ingressando no grupo você dá consentimento para que todos os integrantes tenham acesso ao seu número de celular.

https://chat.whatsapp.com/I9Iuyd79HbkBeDfIgzVbbA