CRF-SP participa de audiência pública em Brasília

Parlamentares e representantes de entidades do setor assistem à audiência pública realizada pela Comissão de Seguridade Social e FamíliaParlamentares e representantes de entidades do setor assistem à audiência pública realizada pela Comissão de Seguridade Social e Família

São Paulo, 27 de novembro de 2018.

A diretoria do CRF-SP acompanhou na tarde desta terça-feira, 27, em Brasília, a audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados que discute o projeto de lei nº 9482/18, que permite a venda de medicamentos isentos de prescrição em supermercados e estabelecimentos similares.

A diretoria do CRF-SP, em conjunto com alguns conselheiros da instituição, protocolou um ofício junto à Comissão e entregou cópia do documento aos demais parlamentares. Nesse ofício, a entidade se posiciona claramente contra esse tipo de comércio, tendo em vista o risco que oferece à saúde da população ao disponibilizar o medicamento em uma gôndola de supermercado sem qualquer orientação ou assistência farmacêutica.

Para o Dr. Marcos Machado, presidente do CRF-SP, o PL 9482/18 não agrega nenhum benefício à saúde da população. “É uma péssima iniciativa porque incentiva a automedicação, expõe a população a riscos desnecessários e retira da sociedade o direito de ter acesso à assistência farmacêutica. Temos convicção de que o bom senso vai prevalecer na Comissão e, em defesa da saúde pública, essa proposta não terá prosseguimento”.

Clique para visualizar o ofício na íntegra

 

Diretores e conselheiros do CRF-SP mobilizam parlamentares sobre os riscos da venda de medicamentos em supermercadosDiretores e conselheiros do CRF-SP mobilizam parlamentares sobre os riscos da venda de medicamentos em supermercados

 

Thais Noronha

Departamento de Comunicação CRF-SP

 

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS