PROFISSIONAIS INSCRITOS ATIVOS
     

ESTABELECIMENTOS REGISTRADOS

Revista do Farmacêutico

PUBLICAÇÃO DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Nº 115 - JAN-FEV-MAR / 2014

 

Luta pela valorização profissional reúne 100 lideranças em Brasília

 

Dr. Walter Jorge e dr. Pedro Menegasso (Foto Divulgação CFF)Dr. Walter Jorge, do CFF, e dr. Pedro Menegasso, do CRF-SPNos dias 5 e 6 de fevereiro deste ano, o presidente do CRF-SP, dr. Pedro Menegasso, participou da Reunião Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica, promovida pelo Conselho Federal de Farmácia, em Brasília. O encontro unificou estratégias entre conselhos de Farmácia, sindicatos e outras entidades do setor. Cerca de 100 lideranças de todo o país estiveram presentes.

Entre os assuntos discutidos, a redução da jornada de trabalho, inclusive com a discussão da situação do Projeto de Lei 113/05 (30 horas semanais), o PL 5359/09 (piso salarial) e o Projeto de Lei do Senado, de autoria da deputada e farmacêutica Vanessa Grazziotin, que pretende alterar a lei 5991/73.

Para o presidente do CRF-SP, dr. Pedro Menegasso, a reunião foi uma oportunidade de debater e propor ações concretas e significativas para defesa e avanço da profissão. “Representamos os farmacêuticos do Estado de São Paulo nas suas aspirações e preocupações”, afirmou.

No evento, foi aprovado um documento com todas as propostas e estratégias pactuadas entre as entidades.

Dr. Marcelo Polacow Bisson, conselheiro federal por São Paulo, enfatizou que a participação dos conselheiros do CFF, diretores de CRFs, federações sindicais e diretores de sindicatos (de todos os estados brasileiros) proporcionou uma discussão madura.

 

Farmacêuticos terão guias para orientar a prescrição

 

Reunião no CFF (Foto Divulgação CFF)Reunião no CFF para discutir confecção dos guiasApós ter regulamentado as atribuições clínicas do farmacêutico e a prescrição farmacêutica, por meio das Resoluções n.º 585/2013 e n.º 586/2013, o CFF irá elaborar dez guias de prática clínica. O primeiro tema irá abordar as diretrizes para gripe e resfriado.

O material irá oferecer ao farmacêutico subsídio técnico-científico e, consequentemente, mais segurança na hora de realizar seu trabalho nos mais diversos cenários onde este profissional estiver inserido. O farmacêutico terá acesso livre a informações atualizadas, baseadas em evidências. O objetivo é auxiliar o profissional na prática clínica, promovendo o acolhimento das demandas espontâneas, das queixas de sinais e sintomas de modo a eleger a melhor conduta em cada caso.

As temáticas que serão abordadas nos guias de prática clínica foram definidas pelo CFF com base em metodologia na qual foram utilizadas queixas (sinais e sintomas) constantes da Classificação Internacional de Atenção Primária (Ciap 2), bem como a correlação desses sinais e sintomas com as classes e indicações terapêuticas contidas na RDC 138/2003 da Anvisa (GITE – Lista de Grupos e Indicações terapêuticas Especializadas) e nos protocolos previstos no Caderno 28 de Atenção Básica.