Dr. Marcos MachadoDr. Marcos MachadoSão Paulo, 19 de junho de 2018

A reunião plenária do CRF-SP da última segunda-feira, 18, teve uma novidade: foi transmitida ao vivo pela internet. Ao todo, foram 526 visualizações de farmacêuticos que puderam acompanhar pelo Canal do CRF-SP no Youtube as discussões dos diretores, conselheiros e convidados.

A reunião foi dedicada ao debate dos problemas da educação a distância nos cursos de Farmácia e demais cursos da área de Saúde. Para tanto, estiveram presentes representantes políticos, como o deputado federal Orlando Silva, o deputado estadual Gustavo Petta, o vereador de Santana de Parnaíba Kadu da Farmácia e o advogado e representante da vereadora de São Paulo Edir Sales, Dr. Paulo Silva. Também participaram a conselheira Federal por São Paulo, representando o CFF, a Dra. Margarete Kishi, o farmacêutico e facilitador do Elo Nacional de Saúde Dr. Cristiano Ricardo dos Santos e a coordenadora da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP, Dra. Marise Bastos.

Dra. Danyelle Marini, diretora-tesoureira do CRF-SPDra. Danyelle Marini, diretora-tesoureira do CRF-SPFoi apresentado o panorama dos cursos de Farmácia pela diretora-tesoureira do CRF-SP, Dra. Danyelle Marini, entre eles dados dos cursos presenciais e a distância de Farmácia do Estado e País, a legislação vigente em relação ao EaD e o que está sendo realizado em São Paulo, por intermédio do CRF-SP.

“Em 2017 foi aprovado em âmbito nacional o Decreto 9.057/2017, que permite que a educação básica e a superior possam ser ofertadas na modalidade a distância. Uma das nossas lutas é suspender essa norma e, por isso, pedimos apoio parlamentar para derrubá-lo, assim como solicitamos uma ação direta de inconstitucionalidade. Nosso foco principal, em termos nacional, além de derrubar o decreto, é aprovar um Projeto de Lei que mude o art. 80 da LDB (Lei nº 9.394/1996), que define que o Poder Público incentivará o desenvolvimento e a veiculação de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de ensino, e de educação continuada”, explicou.

Deputado Orlando Silva, Deputado Gustavo Petta e Vereador KaduDeputado Orlando Silva, Deputado Gustavo Petta e Vereador Kadu

Logo após, o presidente do CRF-SP, Dr. Marcos Machado, discorreu acerca do exame do egresso em Farmácia, que pode ser aplicado em breve no País e que tem apoio do CRF-SP. “A soma da realidade do curso a distância e qualidade que tem sido apresentada nos cursos de Farmácia nos levou a debater novamente a avaliação do egresso. Não podemos mais fugir desse assunto. Nosso objetivo, com o exame, é o estímulo ao aperfeiçoamento dos cursos de Farmácia e pretendemos que seja um modelo similar ao do Cremesp, que não é obrigatório e nem impeditivo à atividade profissional e realizado após o profissional se formar”, apontou.

Entre os convidados, o deputado Orlando Silva se comprometeu a manter-se na luta contra os cursos de saúde na modalidade a distância na Câmara dos Deputados. “Sou favorável ao ensino a distância, inclusive para a graduação. Mas, totalmente contrário ao EaD na área da Saúde porque coloca em risco a saúde pública por meio de formação precária aos profissionais”, apontou.

Advogado e representante da vereadora Edir Sales, Dr. Paulo Silva e Dr. Cristiano Ricardo dos Santos, farmacêutico e facilitador do Elo Nacional de SaúdeAdvogado e representante da vereadora Edir Sales, Dr. Paulo Silva e Dr. Cristiano Ricardo dos Santos, farmacêutico e facilitador do Elo Nacional de Saúde

Em âmbito estadual, o compromisso foi firmado com o deputado Gustavo Petta, que concordou sobre os riscos de formar farmacêuticos em cursos a distância e afirmou que irá ajudar na aprovação do projeto de Lei Estadual contrário a essa modalidade para os cursos de saúde em São Paulo.

O vereador Kadu da Farmácia, de Santana de Parnaíba, é farmacêutico e tem atuado junto ao CRF-SP para mostrar repúdio a esses cursos não só em São Paulo, mas em todo o País e já conseguiu assinatura de outros 40 vereadores de diversos municípios em moção contrária a essas vagas.

Dra. Marise Bastos, coordenadora da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP e Dra. Margarete Kishi, conselheira federal por São PauloDra. Marise Bastos, coordenadora da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP e Dra. Margarete Kishi, conselheira federal por São Paulo

 

Monica Neri

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS