Farmacêuticos interessados na área podem se inscrever em oficinas gratuitas sobre redação de patentes

 

São Paulo,27 de maio de 2019

O ‘Workshop Redação de Patentes, Além dos Guias’ conta com 12 horas de duração e é promovido pela Axonal conjuntamente com diversas organizações do ecossistema de empreendedorismo e inovação. Tem como objetivo capacitar os participantes a darem primeiros passos na redação de patentes, incluindo a realização de buscas, identificação e leitura de documentos relacionados, definição do escopo da invenção, decisão sobre formas de proteção, elaboração de quadros reivindicatórios e relatórios descritivos. O primeiro dia será reservado para revisão de aspectos conceituais sobre patentes e seu impacto na estratégica de redação e de tramitação. No segundo dia, serão realizadas atividades práticas guiadas para exercitar a lógica de leitura e redação. Também serão realizadas oficinas de busca de patentes e mapeamento de segmentos tecnológicos, com base em informações contidas em patentes.

O ministrante é Dr. Henry Suzuki, sócio diretor da Axonal Consultoria Tecnológica. Especialista em bases de dados técnicas, patentárias e científicas.

São mais de 150 instituições brasileiras de ensino, pesquisa, empreendedorismo e inovação no apoio das oficinas gratuitas, que estão ocorrendo em todas as 27 unidades federativas do Brasil.

O programa é formado por uma introdução sobre patentes e outros mecanismos de apropriação intelectual, passará pela revisão de guias e diretrizes e terminará com atividades “mão na massa” envolvendo busca, interpretação e redação de patentes. Complementarmente serão realizadas oficinas práticas de busca de informações e mapeamento de tecnologias, com base em dados publicados em patentes e outras fontes.

As inscrições são gratuitas, limitadas ao número de vagas, e podem ser feitas no site: www.axonal.com.br/capacitacao 

Para Dr. Henry Suzuki, a ideia da realização das oficinas em escala nacional teve origem na constatação que embora estejamos na era do conhecimento, ainda são poucos os brasileiros que sabem como proteger suas criações e como utilizar informações de patentes de terceiros.

 

Departamento de Comunicação CRF-SP (Fonte: Comunicação Axonal)

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS