Oportunidade profissional, benefícios ao paciente

 


Suplementação alimentar será debatida durante o XIX Congresso


Suplementação alimentar será debatida no XIX CongressoSão Paulo, 19 de junho de 2017.

O consumo de suplementos alimentares vem crescendo e o Brasil é um dos mercados mais aquecidos no mundo. De acordo com pesquisa divulgada em 2016 sobre o hábito de consumo de suplementos alimentares, mais da metade (54%) dos domicílios brasileiros consumiu algum tipo de suplemento no período entre outubro de 2014 a março de 2015. O levantamento foi encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD).

Com um mercado em expansão e um público que precisa ser bem orientado, a suplementação alimentar se torna uma excelente oportunidade de atuação para o farmacêutico, um dos profissionais da saúde adequados para fazer o atendimento e a orientação do usuário que vai consumir esse produto, ressaltando o quanto seu uso pode potencializar ou mesmo reduzir o efeito de outros tratamentos.

De acordo com o Dr. Luiz Moreira, especialista na área, membro do Grupo Técnico sobre Suplementos Alimentares do CRF-SP, docente e vice-diretor regional do CRF-SP da seccional de Bragança Paulista, os suplementos são produzidos por indústrias do setor ou são importados, mas também podem ser manipulados. Tratam-se de substâncias químicas indicadas especialmente para complementar a alimentação. O seu consumo tem por objetivo trazer benefício na prevenção ou tratamento de doenças, desde que indicado com critério para o paciente correto, além de auxiliar na prática de esportes e outras atividades.

“Nesta área enxergamos que toda doença ou estado clinico do paciente como ansiedade, irritabilidade, desatenção, entre outras, são frutos de um desequilíbrio metabólico, uma via, uma rota do metabolismo celular que não está funcionando como deveria”, analisou.

Dr. Luiz Moreira considera que uma boa atuação no segmento requer do profissional o conhecimento aprofundado em fisiologia, bioquímica, fisiopatologia, semiologia, farmacologia, dentre outras matérias, que poderão oferecer suporte para transcrever os sinais e os sintomas do paciente em vias metabólicas alteradas e, assim, utilizar o suplemento ou associação de suplementos para restabelecer o equilíbrio metabólico, tratando a patologia.

“O mais importante para atuar nessa área é preparação e estudo contínuo. Aprender nunca é demais, assim se conquista e consolida seu espaço”, comentou.

Hoje, a legislação permite a prescrição farmacêutica para medicamentos ou produtos isentos de prescrição médica, categoria da qual fazem parte os suplementos. Nesse caso, o farmacêutico deverá seguir o previsto pela Resolução de nº 586/13 do Conselho Federal de Farmácia.

Dr. Luiz Fernando Moreira irá participar do I Simpósio de Orientação Farmacêutica em Alimentos e Suplementos do XIX Congresso Farmacêutico de São Paulo. Além desse evento, veja também os assuntos de destaque em suplementos e alimentos dentro da grade científica do congresso:

Simpósio: "Alimentos Funcionais: Contribuindo para uma Alimentação Saudável"

Mesa Redonda: "Probióticos, Prebióticos e Simbióticos em Nutrição Enteral"

Mesa Redonda: "Marco Regulatório em Suplementos Alimentares"

Não perca a oportunidade de participar do maior evento farmacêutico da América Latina. Há condições especiais para quem fizer a inscrição com antecedência e o pagamento é facilitado por cartão de crédito em até 4 vezes.

Clique aqui e faça sua inscrição.


Carlos Nascimento
Assessoria de Comunicação CRF-SP