PUBLICAÇÃO DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Nº 132 - OUT - NOV - DEZ/2017

 

Capa

 

Ações para a comunidade

 

Aproximar o farmacêutico da população, por meio de ações que reforcem sua importância para a saúde e para a sociedade, é um dos principais meios para se obter reconhecimento e valorização da profissão.

 

A criação do “Farmacêutico na Praça” (páginas 12 e 13), em 2011, do Grupo Técnico de Ações na Comunidade (GTAC), a implantação dos projetos Orientação Farmacêutica para Crianças e Farmacêutico na Comunidade são exemplos de ações que têm contribuído para levar o farmacêutico ao encontro da comunidade, prestar assistência farmacêutica e, principalmente, orientar sobre o uso correto e racional de medicamentos.

Essas ações, aliadas a campanhas como Farmacêuticos contra a dengue, zika e chikungunya e Farmacêuticos contra o H1N1, têm contribuído sobremaneira para reforçar a imagem do farmacêutico como profissional de saúde mais próximo da população e da farmácia como estabelecimento de saúde. Veja a seguir detalhes das ações realizadas pelo CRF-SP para aproximar os farmacêuticos da comunidade.

Grupo Técnico de Ações na Comunidade (GTAC) 

 

Criado em julho de 2014, o grupo tem como objetivo implementar estratégias, avaliar, padronizar e auxiliar no desenvolvimento de ações para a comunidade, sobretudo as realizadas nas seccionais do CRF-SP, para: a) Valorizar o farmacêutico; b) Tornar o farmacêutico referência em medicamentos para a população; c) Tornar o farmacêutico reconhecido como profissional da saúde; d) Contribuir com a qualidade de vida da população.

 

Semana de Assistência farmacêutica (SAF)

É realizada anualmente, com base na Lei Estadual nº 10.687/00, e leva informações de educação em saúde para estudantes de escolas públicas e particulares, com temas relacionados à saúde e assistência farmacêutica, tais como o correto uso dos medicamentos, perigos da automedicação e importância do farmacêutico para a saúde da comunidade onde está inserido. Desde o início do projeto, em 2006, até o primeiro semestre deste ano, 275.968 alunos assistiram às palestras ministradas pelos farmacêuticos. 

Palestras na comunidade

Palestras realizadas em empresas, igrejas, associações e outros locais, com temas como Dengue, DST/Aids, H1N1, Uso Racional de Medicamentos e Saúde na Melhor Idade.

Farmacêutico na Comunidade

Ação voltada à comunidade, realizada pelo CRF-SP em conjunto com outras entidades (exemplos: Virada Cultural, Agita São Paulo, Ação Global, ação de prefeituras, aniversários de prefeituras) ou ainda realizada pelo CRF-SP em empresas, escolas, igrejas etc., com atendimento exclusivo de público específico desses locais. Além de orientar a população sobre o uso racional de medicamentos, os perigos da automedicação, a importância das medidas de prevenção, acompanhamento e controle das doenças crônicas e do farmacêutico como profissional de saúde, podem ser realizados serviços farmacêuticos gratuitos, como aferição de pressão arterial e glicemia capilar.

Orientação Farmacêutica para Crianças

Trata-se da peça teatral “Remédio não é brinquedo. Aprenda desde cedo” voltada a crianças de três a dez anos e que visa orientar as crianças sobre a importância do uso correto de medicamentos, os perigos que eles podem representar à saúde quando usados incorretamente e os cuidados para evitar acidentes/intoxicações.

Campanha Farmacêuticos contra a dengue, zika e chikungunya

Campanha promovida pelo CRF-SP para que o farmacêutico contribua ativamente na prevenção e na identificação de casos suspeitos e realize o encaminhamento do paciente para os serviços de saúde especializados. Para auxiliar o farmacêutico no combate à dengue, zika e chikungunya, o CRF-SP realizou capacitações presenciais, que também estão disponíveis na Academia Virtual de Farmácia, desenvolveu um manual de orientação com informações técnicas, além de materiais para o farmacêutico ministrar palestras junto à população com o auxílio de folderes e cartazes da campanha.

Campanha Farmacêuticos contra H1N1

Preocupado com a epidemia da gripe H1N1 no Estado de São Paulo, o CRF-SP promoveu a Campanha “Farmacêuticos Contra H1N1”. Esta campanha visa preparar o farmacêutico para contribuir na identificação e encaminhamento de casos suspeitos para atendimento médico. Como parte da campanha, o CRF-SP promoveu o seminário “Influenza - Ênfase em H1N1”, realizado em maio/16 que abordou temas como virologia, vacinas, manejo clínico, tratamento e cuidados farmacêuticos. O evento foi transmitido ao vivo, via streaming, para 16 seccionais e disponibilizado na Academia Virtual de Farmácia. 

Farmacêutico Bom de Sangue

Ação em parceria com entidades especializadas e que tem por objetivo incentivar farmacêuticos e estudantes de Farmácia a doar sangue e orientar sobre a importância deste ato.

CRF-SP Solidário

O projeto “CRF-SP solidário” é uma ação de responsabilidade social da entidade, que tem por objetivo contribuir com entidades filantrópicas com a doação de fraldas descartáveis e leite em pó, doados por farmacêuticos que participam de cursos e demais eventos gratuitos promovidos pelo Conselho. Atualmente estão cadastradas 26 entidades para recebimento das doações. Nos últimos cinco anos foram doados mais de 7.277 pacotes de fraldas e 16.510 latas de leite em pó. 

Consulta online de profissionais inscritos no CRF-SP

O CRF-SP disponibiliza à população em seu portal a consulta dos profissionais inscritos na entidade, entre os quais farmacêuticos, oficiais de farmácia e técnicos de laboratório. A pesquisa pode ser feita a partir do nome (completo ou parcial) do profissional ou do número de sua inscrição. Esse canal de consulta é um serviço de utilidade pública, que oferece acesso rápido e prático a todos que precisam confirmar a inscrição de profissionais junto ao CRF-SP, bem como os que se encontram em situação ativa ou inativa.

Recebimento das denúncias

O CRF-SP possui um canal direto para atender as denúncias que envolvem profissionais e estabelecimentos farmacêuticos e que comprometam e coloquem em risco a saúde da população. Qualquer pessoa pode denunciar. As denúncias são recebidas por correspondência, via atendimento pessoal na sede, seccionais e subsedes, e-mail, formulário disponibilizado no portal do CRF-SP ou ainda pelo serviço 0800 77 02 273. 

Documentários da série Saúde Brasil

Com apoio do CRF-SP, foram produzidos documentários da série Saúde Brasil. Trata-se de programas educativos com duração média de 26 minutos e que têm por objetivo prestar orientações úteis à comunidade sobre saúde, o papel do farmacêutico e como esse profissional pode contribuir com a qualidade de vida da população. Os documentários foram exibidos na TV Cultura, TV Câmara e na TV Aberta SP (Canal 9 pela Net e canal 186 pela Vivo) e ficam disponíveis no portal do CRF-SP.

Resíduos e Gestão Ambiental

Por meio da Comissão Assessora de Resíduos e Gestão Ambiental, o CRF-SP participou das discussões do Grupo Temático Estadual sobre Logística Reversa e Medicamentos, juntamente com outras entidades como o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de São Paulo (Sindusfarma); Covisa-SP; Sinfar-SP e Anfarmag. Os grupos temáticos estaduais foram criados a partir do grupo nacional coordenado pela Anvisa, Ministério da Saúde e Ministério do Meio Ambiente.

Aplicativo “Farmacêutico”

Aplicativo para a população que disponibiliza serviços de busca de farmácia integrado ao GPS e acesso a campanhas de saúde promovidas pelo Conselho.

 

 

     

     

    farmacêutico especialista

     

    Há 45 anos evoluindo com a profissão
     
    Apontado como um dos maiores eventos da área de Farmácia da América Latina, o Congresso Farmacêutico de São Paulo (outrora denominado Congresso Paulista de Farmacêuticos) foi realizado pela primeira vez em novembro de 1972. Nascia o primeiro encontro técnico-científico voltado especialmente aos farmacêuticos, realizado no Palácio dos Bandeirantes, na capital. 
    Ainda com uma programação tímida, o Congresso já evidenciava o ímpeto da categoria farmacêutica em mudar a realidade e, assim, fazer com que a profissão se fortalecesse e ganhasse importância para debater e contribuir na construção de regulamentações para a área. 
    De lá para cá, o evento foi evoluindo com a profissão, sempre pautado com acontecimentos importantes para a Farmácia, agregando discussões acerca de assuntos como:
    • Práticas alternativas e complementares; 
    • Decreto presidencial nº 85.878/81, que definiu as atribuições privativas dos farmacêuticos e representou uma das maiores vitórias da profissão;
    • A criação do Sistema Único de Saúde com a promulgação da Constituição de 1988; 
    • O substitutivo apresentado pelo deputado federal Ivan Valente ao PL 4.385/94 (que propunha nova redação ao artigo 15 da Lei 5.991/73 e a consequente desobrigação da responsabilidade técnica exclusiva pelos farmacêuticos em farmácias e drogarias);
    • A criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); a RDC 44/09 (que regulamenta a prestação de serviços farmacêuticos);
    • E a recente aprovação da Lei 13.021/14.