Portaria CRF-SP nº 02, 11 de maio de 2017

Diário Oficial da União, nº 90, sexta-feira, 12 de maio de 2017, Seção 02, pág. 75

 

 

O Presidente do Conselho Regional do Estado de São Paulo, com fundamento no artigo 31, inciso II de seu Regimento Interno, considerando que não há lei específica liberando o procurador autárquico de conselho de fiscalização profissional de apresentar procuração na representação da entidade, e que, em função do volume de processos, a emissão individualizada de procuração compromete a eficiência dos serviços de representação, resolve:

Delegar as atribuições de procuradores da autarquia aos seus advogados, tornando público o mandato conferido ao mesmo, nos seguintes termos:

Pelo presente instrumento de mandato, o CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO, autarquia federal, criada pela Lei nº 3.820/60, com sede na Rua Capote Valente, nº 487, 6º andar, CEP 05409-001, Pinheiros, São Paulo - SP, neste ato devidamente representado por seu presidente, declara que são nomeados e constituídos seus bastantes procuradores

1) KARIN YOKO HATAMOTO SASAKI, brasileira, solteira, advogada, inscrita na OAB/SP sob nº 250.057, no CPF/MF sob nº 297.988.488-02, matrícula nº 111.735;

2) LEANDRO FUNCHAL PESCUMA, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/SP sob nº 315.339, no CPF/MF sob nº 369.959.958-21, matrícula nº 112.372;

3) MARCUS ELIDIUS MICHELLI DE ALMEIDA, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/SP sob nº 100.076, no CPF/MF sob nº 114.436.688-77, matrícula nº 111.167;

4) MARINA MACIEL CAMPOLINA CARDOSO, brasileira, solteira, advogada, inscrita na OAB/SP sob o nº 375.888, no CPF/MF sob o nº 091.614.166-73, matrícula nº 112.674;

5) NATÁLIA GOMES DE ALMEIDA GONÇALVES, brasileira, solteira, advogada, inscrita na OAB/SP 288.032, no CPF/MF sob nº 350.033.518-79, matrícula nº 112.441;

6) PATRICIA APARECIDA SIMONI BARRETTO, brasileira, casada, advogada, inscrita na OAB/SP sob nº 132.302 e no CPF/MF sob nº 252.200.708-43, matrícula nº 111.181;

7) RAFAEL PEREIRA BACELAR, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/SP sob nº 296.905 e no CPF/MF sob nº 351.395.058-60, matrícula nº 112.313;

8) ROBERTO TADAO MAGAMI JUNIOR, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/SP sob nº 244.363, no CPF/MF sob nº 293.921.408-51, matrícula nº 111.618;

9) SAMUEL HENRIQUE DELAPRIA, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/SP sob nº 280.110, no CPF/MF sob nº 327.006.718-64, matrícula nº 112.127;

10) SIMONE APARECIDA DELATORRE, brasileira, casada, advogada, inscrita na OAB/SP sob nº 163.674, no CPF/MF sob nº 113.877.668-80, matrícula nº 111.362;

11.) CLEIDE GOMES DIAS DE LIMA, brasileira, casada, advogada, inscrita na OAB/SP sob o nº. 177.658, no CPF/MF sob o nº 184.139.158-13 e matrícula nº 112.745;

12.) ROSIANE LUZIA FRANÇA, brasileira, casada, advogada, inscrita na OAB/SP sob o nº. 370.141, no CPF/MF sob o nº 013.467.326-39 e matrícula nº 112.765,

13.) MARIAN CONTI BIGAL CATELLI CARLUCCIO, brasileira, casada, advogada, inscrita na OAB/SP sob o nº 225.491, no CPF/MF sob o nº 317.764.318-04, matrícula nº 112.787,

residentes e domiciliados nesta Capital, com endereço funcional o mesmo do ora outorgante, empregados efetivos da autarquia, especialmente para representar os interesses do Outorgante em Juízo, nesta capital ou onde mais necessitar, aos quais confere poderes para o foro em geral, inclusive para substabelecer, com cláusula "AD JUDICIA ET EXTRA", em qualquer Juízo, Instância ou Tribunal, inclusive repartições públicas Federais, Estaduais ou Municipais, de qualquer natureza, podendo propor contra quem de direito as ações competentes e defender nas contrárias, seguindo umas e outras, até o final decisão, postular na instância administrativa usando recursos legais e acompanhando-as, conferindo-lhes, ainda, poderes para tudo requerer e assinar, confessar, desistir, transigir, firmar compromisso ou acordos, receber citações, notificações, intimações, alvarás e levantamento judiciais, representá-la em audiência de conciliação e julgamento, dar e receber quitação e, em especial, para praticar todos os atos necessários no sentido da persecução em prol do outorgante, na esfera administrativa ou judicial, dando tudo por bem, firme e valioso; podendo referidos procuradores agir isoladamente; devendo os outorgados agirem sempre de acordo com as disposições constantes do regimento interno do outorgante, observando seus limites legais.

PEDRO EDUARDO MENEGASSO