CRF-SP defende manutenção do orçamento para a Capes 

 

Corte no orçamento inviabiliza pesquisa e formação de docentes

 

São Paulo, 3 de agosto de 2018.

O Conselho Regional de Farmácia de São Paulo, CRF-SP, autarquia federal que congrega 60 mil farmacêuticos no estado de São Paulo, manifesta aqui sua inquietação e grande preocupação com a recente possibilidade de o Ministério da Educação efetuar um corte drástico nos recursos para pesquisa e formação de docentes para 2019. No caso específico da área de Saúde, tal iniciativa, além de inviabilizar uma série de pesquisas sobre novos serviços e produtos que podem vir a representar expressivos avanços à área, também coloca em risco a atualização e a especialização de docentes, responsáveis pela formação de futuros profissionais, com graves repercussões para a saúde da população.

O CRF-SP se solidariza com o Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e se coloca como um aliado desta instituição para que o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA), referente a 2019, não sofra vetos e tenha mantida sua integridade orçamentária, garantindo assim que o trabalho desenvolvido por mais de 245 mil pesquisadores tenha continuidade.

Reduzir investimentos em pesquisa científica e na formação de docentes vai na contramão das iniciativas de qualquer país que busque seriamente o seu desenvolvimento como nação autônoma e a mínima respeitabilidade no cenário internacional.

 

Diretoria do CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS