Comissão Assessora de Farmácia Hospitalar

Coordenador: Dr. José Ferreira Marcos
Vice-coordenadores: Dr. Luiz Otavio Cabral Westin / Dra. Suzana Zaba Walczak

 

A necessidade de efetuar discussões e buscar soluções inerentes a este imenso campo de atuação, a constatação de que era preciso obter informações de grandes centros de referência para proporcionar aos farmacêuticos o que há de mais atual e indispensável para sua atuação nesta área, levou o CRF-SP a criar a Comissão Assessora de Farmácia Hospitalar. Por meio desta Comissão foram efetuadas importantes propostas de defesa, normatização e ampliação do âmbito profissional.

Destaca-se ainda, a elaboração e encaminhamento aos órgãos competentes de uma proposta que culminou na edição da Portaria MS 1017/02. Além disso, vale ressaltar a atuação da Comissão junto ao corpo de fiscais do CRF-SP, visando capacitá-los para efetuar inspeção técnica adequada e proporcionar orientação aos profissionais da área.

Para as pessoas que estiverem interessadas em participar, basta entrar em contato com a Secretaria dos Colaboradores (Secol) pelo e-mail:secol@crfsp.org.br.

Dispensar medicamentos, de forma segura e oportuna, é uma das atribuições principais de uma Farmácia Hospitalar. Este conceito é requisito essencial no Uso Racional dos Medicamentos e parte do que entendemos por Assistência Farmacêutica.

O Farmacêutico Hospitalar responsabiliza-se por todo o ciclo do medicamento, desde sua seleção (ativos e fornecedores), armazenamento, controles, até o último momento, a dispensação e o uso pelo paciente.

A Farmácia Hospitalar tem abrangência assistencial, técnico-científica e administrativa e desenvolve atividades ligadas à produção, armazenamento, controle, dispensação e distribuição de medicamentos e materiais médico-hospitalares às unidades hospitalares.

A atuação do farmacêutico hospitalar é muito abrangente. Ele é o profissional responsável por todo o fluxo do medicamento dentro da unidade de saúde e pela orientação aos pacientes internos e ambulatoriais, buscando cooperar na eficácia do tratamento, redução dos custos, voltando-se também para o ensino e a pesquisa, funcionando como campo de aprimoramento profissional.

Seu perfil profissional orienta-o para o exercício em outros segmentos mais específicos, preconizados mundialmente como sendo parte integrante do exercício farmacêutico hospitalar. são eles: organização e gestão; administração e seleção de medicamentos (padronização), aquisição, logística, sistemática de distribuição de medicamentos e correlatos, participação nas equipes de controle de infecção hospitalar, gerenciamento de resíduos, suporte nutricional e quimioterapia, desenvolvimento farmacotécnico hospitalar, controle de qualidade, farmácia clínica, distribuição e informação, farmacovigilância, ensaios clínicos, radiofarmácia e cuidados farmacêuticos, sem esquecer o seu importante papel na educação.

Ações - Farmácia Hospitalar

Eventos - Farmácia Hospitalar

Agenda - Farmácia Hospitalar

Membros - Farmácia Hospitalar

 

Dra. Beatriz Rodrigues Pellegrina Soares

Dr. Frank Ferreira Pinto

Dr. José Ferreira Marcos

Dr. Luiz Otávio Cabral Westin

Dra. Monick Junho do Amaral Evangelista

Dra. Soraia Cardoso Silva

Dra. Suzana Zaba Walczak