Orientação Farmacêutica na Câmara e na USP

 

Ações integram a Semana de Uso Racional de Medicamentos

 

Folder orientativo foi distribuído aos participantes Folder orientativo foi distribuído aos participantes Folder orientativo foi distribuído aos participantes São Paulo, 9 de maio de 2017. 

Quem passou pelo hall da Câmara Municipal de São Paulo no dia 8 de maio recebeu orientação farmacêutica para melhor utilizar os medicamentos. A ação faz parte da Semana de Uso Racional de Medicamentos, criada pela Lei 16.448/16, que inclui a Semana (5 a 11 de maio) no calendário oficial de eventos da cidade de São Paulo.

Na Câmara, vereadores, funcionários e munícipes foram orientados pelos farmacêuticos e receberam um folder orientativo com dicas sobre os riscos de interação, formas de conservação e outras informações. Entre os casos atendidos estava a dona Neuza do Santos Germano, aposentada de 63 anos, que tinha um verdadeiro arsenal de medicamentos na bolsa. O farmacêutico que atua na Prefeitura de São Paulo, dr. Felipe Guareschi Pedreira realizou a anamnese e identificou que dona Neuza estava tomando cinco medicamentos ao mesmo tempo, sendo que dois para o mesmo problema, controle da pressão arterial. “Ela deveria tomar 50 g e estava tomando 75g porque passou em especialistas diferentes e ambos prescreveram o mesmo medicamento. A paciente não mostrou clareza ao falar sobre os medicamentos que tomava, mas identifiquei alguns vencidos, interações e a orientei a devolve-los na UBS onde retirou”, destacou.

Dona Neuza saiu da consulta muito feliz. “Não sabia que era importante tomar os medicamentos no horário certo, acho que por isso eu estou me sentindo mal. Vou procurar o médico e o farmacêutico da UBS para me ajudar ainda mais”.

Já dr. Daniel Bazoli, que atua na Prefeitura de São Bernardo do Campo, também participou voluntariamente da ação e foi determinante para tirar as dúvidas do Nilton Roberto Tamborin, também aposentado. Reclamando de insônia, Nilton recebeu a orientação que o excesso de café interagia com o medicamento que fazia uso contínuo. “Orientei a consultar um psiquiatra para que possa adequar o medicamento”.

A ação na Câmara Municipal contou com o apoio da vereadora Edir Sales, vice-presidente da Câmara e autora da Lei 16.448/16.

Dr. Felipe Guareschi, dr. Daniel Bazoli, dra. Amouni Mourad e dra. Danielle Bachiega orientaram os munícipes que passaram pela CâmaraDr. Felipe Guareschi, dr. Daniel Bazoli, dra. Amouni Mourad e dra. Danielle Bachiega orientaram os munícipes que passaram pela CâmaraDr. Felipe Guareschi, dr. Daniel Bazoli, dra. Amouni Mourad e dra. Danielle Bachiega orientaram os munícipes que passaram pela Câmara

População recebeu orientação farmacêutica na tarde de segunda-feira, 8/05População recebeu orientação farmacêutica na tarde de segunda-feira, 8/05População recebeu orientação farmacêutica na tarde de segunda-feira, 8/05

Adesão da Farmusp à campanha

Na sexta-feira, 5, os alunos do curso de Farmácia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP levaram orientação sobre uso racional de medicamentos aos frequentadores do restaurante central da Cidade Universitária, localizado ao lado da Farmácia Universitária da USP (Farmusp). Sob coordenação das docentes dra. Sílvia Storpirtis e dra. Maria Aparecida Nicoletti, respectivamente coordenadora e farmacêutica-responsável da Farmusp, os acadêmicos aproveitaram o movimento intenso do horário de almoço para abordar as pessoas e transmitir conceitos importantes sobre o uso correto, armazenamento e descarte de medicamentos, entre outras informações. 

Acadêmicos e professoras da Farmusp orientam sobre o uso racional de medicamentos na Cidade UniversitáriaAcadêmicos e professoras da Farmusp orientam sobre o uso racional de medicamentos na Cidade UniversitáriaAcadêmicos e professoras da Farmusp orientam sobre o uso racional de medicamentos na Cidade Universitária

De acordo com a dra. Sílvia Storpirtis, a adesão à primeira campanha formal em razão do Dia do Uso Racional de Medicamentos foi oportuna e vem ao encontro dos projetos desenvolvidos pela instituição relacionados ao acompanhamento farmacoterapêutico dos pacientes.

“A ação foi uma forma de colaborar com nossa comunidade, trazendo informação sobre o uso racional de medicamentos que é o cerne da farmácia clínica, ciência que dá o suporte para o cuidado farmacêutico. Para nós, expor os estudantes a esta ação junto à comunidade é fundamental justamente para que eles vejam como é importante para o farmacêutico estar presente junto à comunidade porque, quando forem atuar como profissionais, seja na indústria, num hospital ou numa farmácia comunitária, terão a consciência de que o farmacêutico é o profissional da equipe de saúde que deve trazer consigo a informação sobre o uso racional de medicamentos”. 

 

Alunos e professores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USPAlunos e professores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP

 

Renata Gonçalez e Thais Noronha

Assessoria de Comunicação CRF-SP

 

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS