Manual de Orientação ao Farmacêutico – Segurança do Paciente

 

 O CRF-SP, por meio dos Grupos Técnicos de Trabalho de Farmácia Hospitalar (da Sede e de Piracicaba), elaboraram o Manual de Orientação ao Farmacêutico - Segurança do Paciente com a finalidade de apresentar algumas práticas farmacêuticas que auxiliam na segurança do paciente.

O tema “Segurança do Paciente” vem sendo discutido mundialmente desde a década de 1990. No Brasil, estratégias pontuais na área são realizadas desde então. Contudo, foi em 2013 que o Ministério da Saúde preconizou, por meio da Portaria GM/MS nº 529/2013, o “Programa Nacional de Segurança do Paciente”. Este tem por objetivo contribuir para a qualificação do cuidado em saúde em todos os estabelecimentos de saúde do território nacional.

Este Manual recomenda algumas condutas com relação à prescrição, armazenamento e distribuição de medicamentos, tanto para pacientes internados quanto para os que estão em alta hospitalar, bem como orientações gerais, que farmacêutico pode utilizar, de acordo com a instituição em que atua.